Visitantes são flagradas com ilícitos tentando adentrar à CPP de Aparecida de Goiânia

Três mulheres foram encaminhadas à Delegacia de Polícia Civil para as providências necessárias; procedimentos administrativos internos foram abertos para apuração dos fatos

205

Três visitantes foram flagradas com ilícitos ao tentarem adentrar à Casa de Prisão Provisória (CPP) de Aparecida de Goiânia, neste domingo, 09/02. Com as jovens, foram encontradas porções de substância análoga à maconha e à cocaína. Procedimentos administrativos internos foram abertos para apuração dos fatos.

De acordo com a direção da unidade, que integra à 1ª Coordenação Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), as interceptações ocorreram no instante em que as plantonistas realizavam procedimento de revista com o auxílio do Body Scanner, em familiares que estavam no local para visitar os custodiados do presídio.

As servidoras encontraram os ilícitos com familiares (irmãs e companheira) que pretendiam visitar três detentos, os quais estão sob custódia na unidade por roubo (dois deles) e organização criminosa. As drogas estavam escondidas nas partes íntimas das visitantes.

Diante da situação, uma mulher de 23 anos e duas de 28 anos foram encaminhadas à Delegacia de Polícia Civil para as providências necessárias. Os ilícitos foram colocados à disposição das autoridades competentes para os fins cabíveis.  Após averiguações serão aplicados aos destinatários das drogas as sanções disciplinares cabíveis em lei.

Os flagrantes são resultados da aplicação do rigor estabelecidos pelo Governo de Goiás em consonância com a DGAP para garantir o aumento da segurança em ambientes carcerários.

Fotos:DGAP
Comunicação Setorial
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
(62) 3202-4726