Visitante é pega tentando adentrar ao presídio de Pires do Rio com drogas escondidas nas partes íntimas

A mulher, que estava no local para visitar seu amasio condenado com base nos artigos 33 e 171 do Código Penal Brasileiro

139

 

Servidores da Unidade Prisional (UP) de Pires do Rio, pertencente à 4ª Coordenação Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), interceptaram a entrada, no local, de uma porção de substância análoga à maconha, na manhã desta quinta-feira, 08/08. O entorpecente estava escondido nas partes íntimas de uma mulher que tentava adentrar ao presídio em dia de visita.

Segundo o diretor da UP, Reginaldo de oliveira, a visitante de 22 anos, é amásia de um dos custodiados do presídio, que cumpre pena com base nos artigos 33 e 171 do Código Penal Brasileiro, e estava no local com o objetivo de visitá-lo.

Após atitudes suspeitas da mulher, agentes plantonistas intensificaram o rigor nos procedimentos de revista pessoal, instante em que, ao ser indagada sobre a presença de algum ilícito, ela negou o fato, porém se prontificou-se a realizar o exame de raio X.

Dando prosseguimentos nos procedimentos, a jovem foi conduzida ao hospital municipal da cidade, onde foi detectado o entorpecente escondido nas partes íntimas.
Diante dos fatos e, após a confecção do laudo médico, os servidores a encaminharam à Delegacia da Polícia Civil regional onde foi lavrado o laudo de prisão em flagrante. A visitante, que já encontra-se recolhida na mesma unidade que o amásio, responderá por tráfico de drogas.

A administração da unidade abriu procedimentos internos para apuração do fato e após averiguações serão aplicas as devidas sanções legais em conformidade com a Lei de Execução Penal. “O rigor estabelecidos nos procedimentos que resultaram na interceptação são resultados da implantação de medidas estabelecidas pelo Governo do Estado em consonância da Secretaria de Segurança Publica (SSP) e a DGAP que garante maior segurança no sistema prisional Goiano”, ressalta o Diretor-Geral Wellington Urzêda.

 

Fotos: DGAP

Comunicação Setorial
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
(62) 3201-4726
(62) 99858-4776