Visitante é flagrada por servidores da CPP de Rio Verde com porções de drogas escondidas em pertences pessoais

Porções de substância análoga à maconha estavam escondidas na bolsa da jovem de 19 anos que chegou ao local para visitar seu companheiro que cumpre pena por homicídio

76

 

Servidores da Casa de Prisão Provisória (CPP) de Rio Verde, unidade pertencente à 6ª Coordenação Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), flagraram uma visitante com porções de substância análoga à maconha no, nesta sexta-feira, 29/11, durante procedimento padrão de revista em dia de visitas no presídio. Os entorpecentes estavam escondidos na bolsa pessoal que a jovem de 19 anos carregava consigo.

Segundo o coordenador regional, Adriano Pereira, a visitante chegou ao local para visitar seu esposo que cumpre pena na unidade com base no artigo 121 do Código Penal Brasileiro, quando os agentes plantonistas suspeitaram de um forte odor, característico da droga apreendida, que saia do pertence pessoal dela.

Ao realizarem o procedimento de revista minuciosa foram identificadas diversas porções do entorpecente. Diante da situação, a direção da CPP conduziu a jovem à Delegacia de Polícia do município para as providências cabíveis. Os entorpecentes estão à disposição das autoridades competentes para os devidos fins.

Procedimento administrativos internos foram abertos para apuração do fato e, após averiguações, serão aplicadas ao destinatário do ilícito as devidas sanções disciplinares em conformidade com a lei de execução penal (LEP).  A interceptação realizada na casa de prisão provisória é resultado da determinação do Governo de Goiás de maior rigor na segurança penitenciária.

Fotos:DGAP

Comunicação Setorial
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
(62) 3201-4726