Visitante é flagrada na CPP de Aparecida de Goiânia com ilícitos escondidos em suas partes íntimas

O flagrante ocorreu no momento em que agentes plantonistas realizavam procedimento de revista pessoal em familiares que estavam no local em dia de visita

520

Servidores da Casa de Prisão Provisória (CPP) de Aparecida de Goiânia flagraram uma visitante que tentou adentrar ao presidio com drogas, na tarde deste domingo, 05/01. As porções dos entorpecentes estavam escondidos nas partes íntimas da mulher de 21 anos.

De acordo com a direção da unidade que integra a 1ª Coordenação Regional Prisional da Diretoria- Geral de Administração Penitenciária (DGAP), o flagrante ocorreu no momento em que os agentes plantonistas realizavam procedimento de revista pessoal nos familiares que estavam no local em dia de visita.

Quando ela passou pelo body scanner, o equipamento detectou o ilícito na jovem que iria visitar seu companheiro que cumpre pena por receptação. Ela portava cerca de 177 gramas de substância análoga à maconha.  Diante dos fatos, os servidores conduziram mulher à unidade de saúde para confecção do laudo médico e, em seguida, ela foi encaminhada junto com o entorpecente à Delegacia de Polícia Civil para as providências cabíveis.

Procedimentos administrativos internos foram abertos para apuração do fato. Após averiguações as sanções disciplinares serão aplicadas ao destinatário do entorpecente conforme exposto na Lei de Execução Penal (LEP).  A interceptação é resultado do rigor aplicado nos procedimentos operacionais penitenciários, que resultam em maior eficiência no controle da ordem no cárcere , determinado pelo Governo do Estado.

Fotos: DGAP
Comunicação Setorial
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
(62) 3201-4726