Servidores penitenciários interceptam a entrada de droga na UPR de Águas Lindas

O entorpecente estava escondido em fundo falso de uma escova de lavar roupas

94

Servidores da Unidade Prisional Regional (UPR) de Águas Lindas, pertencente à 3ª Coordenação Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), evitaram a entrada de cerca de 65 gramas de substância análoga à maconha, na tarde da última quarta-feira, 29/07. A droga estava acondicionada em um fundo falso de uma escova de lavar roupas, deixada durante a Cobal- dia da semana para entrega de materiais de higiene e limpeza pelos familiares para os presos.

Segundo a Coordenação Regional, a insistência do homem de 28 anos para que o item fosse repassado levantou suspeitas. “ De acordo com o Procedimento Operacional Padrão (POP) Penitenciário da instituição, a escova de madeira é um item que consta na lista de materiais com entrada não permitida. Com a insistência do familiar, os servidores de forma ágil avistaram os entorpecentes”, ressalta o Policial Penal, Josimar Nicolau.

De acordo com a Coordenação Regional, o homem que é irmão de dois custodiados, responsável pelos itens, foi levado à Delegacia de Polícia Civil do município onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante. As drogas seriam repassadas para detentos que cumprem pena no presídio por tráfico de drogas. O material fica à disposição das autoridades competentes para os fins legais.

Procedimentos administrativos internos foram abertos para apuração do fato e aplicação das sanções disciplinares aos custodiados destinatários da entorpecentes conforme determina a Lei de Execução Penal (LEP) .

A eficiência empregada pelos servidores da UPR na ação vai ao encontro das diretrizes de segurança da DGAP, pautadas na política penitenciária do Governo de Goiás e Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado, para coibir a entrada de ilícitos ao ambiente prisional.

Fotos: DGAP
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
Comunicação Setorial