Servidores interceptam a entrada de celulares, fone de ouvido e chip de operadora em Jussara

Os materiais encontrados estavam escondidos em uma garrafa térmica que seria entregue a um reeducando do presídio

180

 

Servidores da Unidade Prisional (UP) de Jussara, pertencente à 2 ª Regional Prisional Noroeste da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), interceptaram a entrada de dois aparelhos celulares, um fone de ouvido, um chip de operadora, além de dois pedaços de “durepox”, nesta sexta-feira, 12/04.

Os materiais estavam escondidos em um fundo falso de uma garrafa térmica.

De acordo com o diretor regional, Aristóteles El Assal, agentes plantonistas realizavam procedimentos de revista nos materiais entregues por um homem que integra um grupo religioso.

O rigor aplicado no cumprimento dos procedimentos das revistas efetivados pelos servidores da unidade demonstra a rigidez estabelecida por meio de diretrizes governamentais instituídas em um conjunto de ideias propostas pelo Governador Ronaldo Caiado em consonância com a Secretaria de Segurança Pública e posta em pratica pela DGAP.

A unidade instaurou procedimentos administrativos internos para averiguação do caso, estabeleceu sansões penais ao detento que iria receber os materiais de uso proibido com base na Lei de Execução Penal conduziu o homem à delegacia da cidade para as providencias cabíveis.

Fotos: DGAP

 


Comunicação Setorial
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
(62) 3201-4726
(62) 99858-4776