Servidores impedem entrada de drogas na CPP de Aparecida de Goiânia

Em duas ocorrências diferentes, visitantes tentavam entrar com os ilícitos escondidos em costuras de cobertas

117

Servidores lotados na Casa de Prisão Provisória (CPP) de Aparecida de Goiânia, pertencente à 1° Regional Metropolitana da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), interceptaram a entrada de drogas durante revista na cobal, dia de entrega de materiais de higiene e alimentos por parte dos familiares de detentos, nesta quinta-feira, dia 19.

Na primeira revista uma visitante estava em posse de substâncias alucinógenas, em diversos pedaços pequenos. Na outra ocorrência foram apreendidas cerca de 115 porções de substâncias análoga à cocaína, envoltas em papéis plásticos. Nas duas cobais, as drogas estavam dentro da costura de cobertas.

Diante do ocorrido, os visitantes foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Aparecida de Goiânia para lavratura do auto de flagrante. O material apreendido foi colocado à disposição das autoridades policiais competentes para os devidos fins, na forma da lei.

A interceptação dos ilícitos resultou do cumprimento do procedimento operacional padrão adotado durante as revistas na cobal, alinhada às condutas estabelecidas pelo Governo do Estado, em conjunto com a Secretaria de Segurança Pública (SSP) e a DGAP, para a manutenção da ordem e disciplina nas unidades prisionais do estado.

Fotos: DGAP
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
Comunicação Setorial