Servidores flagram visitantes tentando adentrar com drogas no Presídio Estadual de Formosa

O caso foi repassado à Polícia Civil e será apurado também pela direção da unidade prisional

766

Servidores do Presídio Estadual de Formosa, unidade pertencente à 9ª Coordenação Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), evitaram a entrada de 415 gramas de substância análoga à maconha no local, na tarde desta quinta-feira, 15/08. Os pacotes do entorpecente estavam escondidos nas partes íntimas de três mulheres que visitariam seus companheiros na unidade prisional.

De acordo com o diretor do presídio, Herik Lima, as interceptações ocorreram após uma equipe plantonista realizar a monitoração de diversas suspeitas, em ocasiões distintas, durante o procedimento de revista. “Desde a criação de equipe especializada para revista pessoal e controle de acesso, já foram realizadas 36 prisões em apenas dez meses, com apreensões de aproximadamente 2.100 quilos de substâncias entorpecentes e 23 aparelhos celulares”, ressalta o diretor.

Segundo Lima, as mulheres foram indagadas sobre a presença de ilícitos, mas negaram a posse dos materiais. As suspeitas foram confirmadas após a realização de raio-X.

Diante dos fatos, a direção do local conduziu as visitantes ao hospital municipal para a confecção do laudo médico e, em seguida, à delegacia da cidade, para providências necessárias.

O rigor estabelecido para a realização das interceptações segue diretrizes de procedimentos operacionais padrões da DGAP, os quais vão ao encontro das políticas penitenciárias estabelecidas pelo Governo de Goiás para manutenção da segurança nas unidades prisionais do Estado.

Fotos: DGAP

Comunicação Setorial
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
(62) 3201-4726
(62) 99858-4776