Servidores evitam a entrada de drogas na UPR de Morrinhos

O entorpecente estava escondido nas partes íntimas de mulher de 29 anos que estava no local para visitar seu companheiro

426

Servidores da Unidade Prisional Regional (UPR) de Morrinhos evitaram a entrada de drogas no presídio, na manhã desta quinta-feira, 09/01. O entorpecente estava escondido nas partes íntimas da jovem de 29 anos que estava no local para visitar seu esposo que cumpre pena com base nos artigos 121 e 157 do Código Penal Brasileiro.

Segundo a 4ª Coordenação Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), a interceptação ocorreu após a mulher, que manifestava atitudes suspeitas, ter sido monitorada por um determinado tempo.

A suspeita foi confirmada após os agentes plantonistas convidarem-a para realizar o exame de Raio X para comprovação dos fatos.

Diante do ocorrido, os policiais penais, de imediato, conduziram a jovem à Delegacia de Polícia Civil do município para as providências necessárias. O entorpecente foi colocado à disposição das autoridades competentes para os devidos fins.

A interceptação é resultado da aplicação de medidas estabelecidas pelo Governo do Estado em consonância com a DGAP para garantir o aumento da segurança em unidades prisionais.

A direção da UPR abriu procedimentos administrativos internos para apuração do fato e após averiguações serão aplicadas as sanções disciplinares em conformidade com a Lei de Execução Penal .

Fotos:DGAP
Comunicação Setorial
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
(62)3201-4726