Servidores evitam a entrada de drogas em Catalão

A visitante, que é irmã de um dos reeducandos da unidade, tentava adentrar ao presídio com drogas escondidas nas partes íntimas

127

 

Servidores da Unidade Prisional (UP) de Catalão, pertencente à 4 Regional Prisional Sudeste da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), interceptaram a entrada de 135 gramas de maconha no presídio, nesta terça-feira, 16/04. O material encontrado estava escondido nas partes íntimas da mulher que é irmã de um dos reeducandos do local.

De acordo com o diretor regional, Leopoldo Coelho, a apreensão ocorreu após a unidade receber uma denúncia anônima alertando que uma mulher estaria transportando entorpecentes em suas partes íntimas. De imediato, os agentes plantonistas aumentaram o rigor ativo em procedimentos para realização da interceptação.

Após averiguações e diante do fato foram realizados procedimentos de revista, oitivas e questionamentos a mulher que inicialmente negou o porte do entorpecente, momento em que agentes conduziram a suspeita para a realização de exame médico onde foi detectada a droga.

O rigor imposto nos procedimentos baseados na Lei de Execução Penal que resultaram na interceptação compõe diretrizes governamentais proporcionando maior segurança dentro das unidades prisionais do Estado. “Os servidores da UP De Catalão, por meio do aprendizado e da práticas no exercício da atividade, têm a percepção e a faculdade sensorial para captar detalhes e repremir o crime”, ressalta Coelho.

A direção da UP, que abriu procedimentos administrativos internos para averiguação do ocorrido, conduziu a visitante à delegacia da cidade onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante. A droga foi colocada à disposição das autoridades competentes para as devidas providências.

 

Fotos: DGAP

Comunicação Setorial
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
(62) 3201-4726
(62) 99858-4776