Servidores evitam a entrada de droga na UPR de Caldas Novas

Procedimentos administrativos internos foram abertos para apuração do fato e aplicação das sanções disciplinares ao custodiado destinatário do ilícito

81

Servidores plantonistas da Unidade Prisional Regional (UPR) de Caldas Novas evitaram a entrada de porções de substância análoga à maconha no presídio, nesta quarta-feira, 03/06. Os entorpecentes estavam escondidos em itens deixados na Cobal- dia em que familiares e amigos entregam alimentos e produtos de higiene para serem repassados aos custodiados do local .

Segundo a 4ª Coordenação Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) , o entorpecente estava escondido nos mantimentos que seriam entregues a um detento que cumpre pena no presídio com base no artigo 33 da Lei 11.343/2006 -Lei de Tóxicos.

Diante do flagrante, a mulher de 42 anos foi conduzida à Delegacia de Polícia Civil do município para as providências necessárias que o caso requer.

Segunda interceptação

Com a realização do procedimento de revista de forma minuciosa, os servidores plantonistas interceptaram porções de substância, aparentemente, maconha escondida em cigarros. Os entorpecentes foram contidos antes que chegasse à destinação final.

Os materiais interceptados estão à disposição das autoridades policiais competentes para os fins adequados, na forma da lei.

Procedimentos administrativos internos foram abertos para apuração e aplicação das sanções disciplinares ao custodiados destinatário dos ilícitos conforme determina a Lei de Execução Penal (LEP).

O rigor nos procedimentos realizados pelos servidores é resultado da aplicação das diretrizes estabelecidas pelo Governo do Estado para a administração penitenciária, em consonância com a Secretaria de Segurança Publica e a DGAP.

Fotos: DGAP

Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
Comunicação Setorial