Servidores do Presídio Estadual de Formosa interceptam a entrada de mulher com drogas escondidas nas partes íntimas

A interceptação iniciou por meio de monitoração e denúncia anônima

700

 

Servidores do Presídio Estadual de Formosa, unidade pertencente à 9ª Coordenação Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), interceptaram a entrada de 110 gramas de substância análoga a maconha no local, na tarde desta quarta-feira, 21/08. O entorpecente estava escondido nas partes íntimas da visitante que é esposa de um dos detentos que cumpre pena com base nos artigos 121 e 157 do Código Penal Brasileiro.

De acordo com o diretor do presídio, Herik Lima, após o recebimento de denuncia anônima, a direção mobilizou servidores para realizarem monitoração da visitante de 30 anos. Instante em que ao adentrar na recepção do presídio a mesma passou pelo procedimento de revista e exame de raio x pelo “body scanner” comprovando a suspeita. “A adoção de planejamento estratégico de segurança , treinamento de servidores e capacitação foram fundamentais para a interceptação”, ressalta o diretor.

Ao ser indagada, a mulher assumiu o ato e imediatamente se propôs a retirar o material que já encontra-se com as autoridades competentes para os devidos fins. Diante dos fatos, os agentes plantonistas deram prosseguimento nos procedimentos operacionais e conduziram a mulher ao Instituto Médico Legal para a realização de exames e a confecção do laudo médico.

Após a realização dos procedimentos legais, a mesma foi encaminhada à delegacia da cidade onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante. A visitante responderá por tráfico de drogas com base no artigo 33 da Lei De Execução Penal.

Segundo Lima, foram abertos procedimentos administrativos internos e após averiguações serão aplicadas ao possível destinatário as sanções penais cabíveis.

A interceptação é resultado de medidas aplicadas pela DGAP em conformidade com as diretrizes governamentais instituídas pelo governo do Estado em Consonância com a Secretaria de Segurança Pública visando melhorias em ambientes prisionais , além de proporcionar o aumento da segurança pública.

Fotos: DGAP
Comunicação Setorial
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
(62) 3201-4726
(62) 99858-4776