Servidores do Presídio Estadual de Anápolis interceptam drogas escondidas em alimentos

A mulher, que é esposa de um dos detentos da unidade, estava no local para visitar um custodiado que cumpre pena por tráfico de drogas

430

Servidores do Presídio Estadual de Anápolis, unidade pertencente à 9ª Coordenação Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), evitaram a entrada de drogas no local, nesta quarta-feira, 07/08. Os entorpecentes estavam escondidos em alimentos levados pela esposa de um dos detentos.
De acordo com o coordenador regional, Eduardo Carneiro, os agentes plantonistas realizavam procedimentos operacionais padrão de rotina, momento em que identificaram uma porção de linguiça, alimento que é proibido na unidade.
Diante dos fatos, os servidores imediatamente iniciaram uma averiguação minuciosa visualizando pequenas porções de substância análoga à maconha. Mediante o exposto e ao ser indagada, a mulher assumiu a prática do fato ilícito.

Segundo Carneiro, após a identificação, os servidores conduziram a mulher para a realização de exames clínicos. Posterior à confecção do laudo médico, a droga e a visitante foram encaminhadas à delegacia da região para as devidas providências legais.

A direção da unidade abriu procedimentos administrativos internos para apuração do fato e após averiguações irá aplicar as devidas sanções penais em conformidade com a Lei de Execução Penal. Por tempo indeterminado, a mulher está proibida de adentrar ao local.

Fotos: DGAP

Comunicação Setorial
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
(62) 3201-4726
(62) 99858-4776