Servidores de Mineiros flagram mulher em tentativa de entrar na unidade com drogas

A mulher, que visitaria o marido preso, estava com uma criança e portava um embrulho com substância semelhante à maconha no bolso da calça que vestia

560

Os servidores plantonistas da Unidade Prisional de Mineiros, pertencente à 6ª Coordenação Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), flagraram na última terça-feira, 24/12, uma visitante na tentativa de adentrar ao presídio portando drogas. A mulher, cadastrada para visitar o marido dela, chegou ao local com uma criança, filha dela, e ao passar pela revista pessoal, foi detectado que tinha algo no bolso da calça que ela vestia. Ao ser indagada pela servidora, ela argumentou que se tratava de um objeto da filha, mas, mesmo assim, conforme procedimento operacional padrão, foi solicitada para retirá-lo e apresentá-lo; instante em que constatou-se um embrulho com substância semelhante à maconha.

A visitante informou que a droga não seria entregue ao marido dela, mas a uma interna da unidade a pedido de um outro custodiado que também cumpre pena no local. Ela foi encaminhada, junto com a droga apreendida, para a Delegacia de Polícia da cidade para as apurações e providências necessárias quanto aos envolvidos.

A direção da UP abriu Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) para apurar as responsabilidades e aplicar as sanções previstas em lei. Além disso, os servidores acionaram o Conselho Tutelar da Criança para providências cabíveis sobre a tutela da menor, antes de levar a mãe para a delegacia, tendo ela ficado sob a responsabilidade da avó materna.

O rigor nos procedimentos operacionais em unidades prisionais de Goiás está em consonância com as diretrizes do Governo do Estado para a garantia da segurança penitenciária. Nesse fim de ano, por determinação do governo, houve lotação de servidores em serviço extraordinário para a intensificação dos trabalhos de segurança nos presídios.

Foto: DGAP

Comunicação Setorial
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
(62) 3201-4726