Servidores da UP de Pires do Rio evitam a entrada de maconha na unidade

Os entorpecentes estavam escondidos em alimentos deixados por mulher. Os produtos seriam repassados para um reeducando do presídio

180

 

Servidores da Unidade Prisional (UP) de Pires do Rio, pertencente à 4ª Regional Prisional Sudeste da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), evitaram a entrada de maconha no presídio, nesta segunda-feira, 15/04. A droga estava misturada em uma quantidade de fumo deixada em materiais deixados na cobal que seria entregue a um reeducando do local.

De acordo com o diretor da UP, Reginaldo Oliveira, agentes plantonistas descobriram o ilícito no momento em que realizavam procedimento de revista nos mantimentos deixados em dia de Cobal- quando familiares e amigos levam alimentos e produtos de higiene aos reeducandos do presídio. Ocasião em que identificaram a droga misturada em uma quantidade de fumo.

De imediato, com base na aplicação da Lei de Execução Penal, foram tomadas as medidas legais, realizando os devidos procedimentos operacionais por parte dos servidores.

Segundo o diretor regional, Leopoldo Coelho, o rigor nos procedimentos operacionais tem resultado bons índices de apreensões de materiais ilícitos e não permitidos, inibindo assim, futuras transgressões.

A aplicação com exatidão das diretrizes governamentais compõe o conjunto de medidas estabelecidas pelo Governador do Estado Ronaldo Caiado determinado à Secretaria de Segurança Pública e à DGAP.

A Mulher, que é amiga do detento que receberia o material, foi conduzida à delegacia da Polícia Civil do município onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante. Ela responderá por tráfico de drogas conforme a lei 11.343 de 2006. A droga encontra-se à disposição das forças policiais para as providências cabíveis.

Foto: DGAP
Comunicação Setorial
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária(DGAP)
(62) 3201-4726
(62) 998584776