Servidores da CPP de Luziânia interceptam balão com ilícitos arremessado por cima do muro

Material apreendido encontra-se à disposição das autoridades competentes. Direção da unidade instaurou procedimento interno para verificação dos fatos.

83

Servidores da Casa de Prisão Provisória (CPP) de Luziânia, pertencente à 3ª Coordenação Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), interceptaram, na tarde desta quinta-feira, 15, um balão com água e embalagens com substâncias semelhante à maconha e fumo, que foi arremessado por cima do muro do presídio.

O suspeito de ter arremessado o balão por cima do muro conseguiu fugir sem ser identificado. O material apreendido foi levado para o Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) do município e colocado à disposição das autoridades policiais competentes para os devidos fins, na forma da lei.

A direção da unidade instaurou procedimento administrativo interno para apuração dos fatos e identificação dos detentos destinatários dos materiais, que sofrerão as sanções disciplinares de acordo com o que determina a Lei de Execução Penal (LEP).

A ação dos servidores resulta das condutas estabelecidas pela DGAP para manter a ordem e a disciplinas nas unidades prisionais de todo o Estado, segundo os preceitos legais, e segue as diretrizes estabelecidas pelo Governo de Goiás e a Secretaria de Segurança Pública (SSP) e DGAP.

Foto: DGAP
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
Comunicação Setorial