Servidores da CPP de Aparecida de Goiânia flagram visitante com documentos falsos e drogas

A jovem de 25 anos estava no local em dia de visita de familiares para visitar seu companheiro que cumpre pena por roubo

189

Servidores da Casa de Prisão Provisória (CPP) de Aparecida de Goiânia, unidade pertencente à 1ª Coordenação Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), evitaram que uma visitante adentrasse ao local portando documento falso, além de 150 gramas de substância análoga à maconha e 50 gramas de substância aparentemente cocaína, neste domingo, 06/10. Os entorpecentes estavam escondidos nas partes íntimas da mulher.

De acordo com o diretor do presídio, Fábio Alex, enquanto os agentes plantonistas verificavam a autenticidade dos documentos apresentados pela mulher, ela foi encaminhada para a realização da revista pessoal no body scan. Pelo equipamento, verificou-se a presença da droga escondida no corpo dela ao mesmo tempo que a documentação que ela apresentou foi identificada como falsa pelos servidores. A jovem é cadastrada na unidade como visitante do companheiro dela que responde pelo crime de roubo.

A direção da CPP informa que, mediante o exposto, a jovem foi conduzida à delegacia para as providências necessárias. Procedimentos administrativos internos foram abertos para apuração do fato e, após averiguações, serão aplicadas ao possível destinatário dos entorpecentes as sanções disciplinares em conformidade com a lei.

O rigor na segurança penitenciária é resultado da aplicação das medidas estabelecidas pelo Governo do Estado em consonância com a DGAP, as quais visam reforçar a segurança em ambientes prisionais goianos.

Fotos: DGAP
Comunicação Setorial
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
(62) 3201-4726
(62) 99858-4776