Programa envolve mão de obra carcerária na fabricação de bloquetes para construção civil em Jataí

A ação, que conta com a participação de seis custodiados da unidade prisional, tem o apoio e parcerias do Poder Público Municipal e do Poder Judiciário local

78

 

A direção da Unidade Prisional (UP) de Jataí, pertencente à 6ª Regional Prisional Sudoeste da Diretoria-Geral de Administração Prisional (DGAP), apresentou nesta segunda-feira 03/06, ao poder executivo local a primeira produção de pavers- espécie de bloquetes para a construção civil, com o envolvimento de mão de obra carcerária, e que serão utilizados na revitalização do bosque da cidade. O programa conta com a participação de seis custodiados que cumprem pena na UP.

A atividade já resulta na produção de 10.000 unidades para o calçamento do Bosque da Luz, área de lazer que está sendo construída nas dependências de um colégio da cidade.

De acordo com o diretor regional, Vildebal Alves, a ação faz parte de medidas que objetivam a ressocialização dos internos e conta com apoio e parceria dos poderes públicos municipal e judiciário da Comarca local; além de diversas contribuições da comunidade.

A ressocialização aplicada nas idealizações do programa compõe medidas estabelecidas pelo Governo do Estado em consonância com a Secretaria de Segurança Pública e a DGAP, garantindo assim direitos básicos estabelecidos em normativas legais. “Mais que a remição, a atividade demonstra a importância de dar a oportunidade aos internos, oferecendo a possibilidade de uma nova vida digna sem a prática de novos crimes, além de contribuir diretamente com benefícios experimentados por toda a sociedade”, ressalta o diretor do presídio, Danilo Guimarães.

O programa, que garante a diminuição da reincidência, também proporciona a remição da pena em conformidade com a lei de execução penal. “ A ação oferece ao detento a oportunidade do aprendizado, momento em que ganham conhecimento e aprendem uma nova profissão que ao termino do cárcere poderá ser elaborada garantindo assim o próprio sustento”, afirma Alves.

O programa

Ativo há aproximadamente 45 dias, o programa teve começou com a procura da diretora do Colégio Militar Nestório Ribeiro, a Major Selma Rodrigues, que buscou junto à sociedade local e a UP aquisições e ajuda para a produção dos objetos e assim concluir a idealização da obra.

A Prefeitura Municipal de Jataí contribuiu com o treinamento adequado dos custodiados e o fornecimento de ferramentas necessárias para a produção dos bloquetes.

Com a boa aceitação da sociedade local, o programa garante uma retribuição à população e a expectativa é que sejam produzidos em média 35 mil pavers para a finalização do bosque. A expectativa da direção da UP é que, em seguida, a outros custodiados participem de trabalhos nas áreas de limpeza e manutenção do local do bosque.

Segundo Guimarães, existe uma importante motivação na continuação da ação, pois a prefeitura de Jataí demonstrou interesse em financiar a produção dos bloquetes para utilização na construção de novas praças e parques da cidade.

A apresentação

Estiveram presentes no evento que foram apresentados quase 10 mil pavers prontos, o diretor regional, Vildebal Alves; o Diretor da UP, Danilo Fernandes Guimarães; o Secretário Municipal de Segurança Pública e Defesa Social de Jataí, Dr. Eduardo Jailton Prado; a Assessora Executiva da Secretaria Municipal de Segurança Pública, Tayrine Almeida e o Supervisor de Segurança da UP, Flávio Henrique Silva.

Fotos: DGAP
Comunicação Setorial
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
(62) 3201-4726
(62) 99858-4776