Professora tenta adentrar com anabolizantes em unidade prisional e é flagrada no CIS de Anápolis

27 ampolas de Durateston, um frasco de Decaland Depot, um pacote com pó não identificado e um desodorante com substância alterada estavam escondidos dentro dos pertences da educadora

80

 

Uma servidora da Educação tentou adentrar ao Centro de Inserção Social (CIS) Monsenhor Luís Ilc, em Anápolis, unidade pertencente à 1ª Regional Prisional Metropolitana da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), com 27 ampolas de Durateston, um frasco de Decaland Depot, um pacote com pó ainda não identificado e com um tubo de desodorante com substancia alterada, nesta segunda-feira, 13/05. Os anabolizantes estavam escondidos dentro da lancheira da professora que pretendia repassar os produtos aos detentos do local.

De acordo com o diretor da Unidade Prisional(UP), Leonardo Rodrigues, a mulher de 33 anos, que passou por procedimento de revista pessoal, se recusou a realizar procedimentos habituais em seus pertences. Ocasião em que a educadora alegou que carregava frutas em sua lancheira.

De imediato, seguindo o procedimento operacional padrão (POP), a Agente Prisional plantonista iniciou a verificação do objeto, momento em que ocorreu a descoberta dos anabolizantes em um compartimento escondido do recipiente.

A direção da UP colocou os materiais à disposição das autoridades policiais competentes para as devidas providências, em conformidade com a lei, e conduziu à mulher à Delegacia da Polícia Civil da cidade onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante.

O fato ocorrido será averiguado também internamente por meio de procedimentos. A mulher responderá com base no artigo 273 do Código Penal Brasileiro.

O rigor na segurança penitenciária no estabelecimento responde às determinações do Governo do Estado, em consonância com as políticas de gestão da Secretaria de Segurança Pública e DGAP.

Fotos: DGAP
Comunicação Setorial
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
(62) 3201-4726
(62) 99858-4776