Professora tenta adentrar com anabolizantes em unidade prisional e é flagrada no CIS de Anápolis

27 ampolas de Durateston, um frasco de Decaland Depot, um pacote com pó não identificado e um desodorante com substância alterada estavam escondidos dentro dos pertences da educadora

 

Uma servidora da Educação tentou adentrar ao Centro de Inserção Social (CIS) Monsenhor Luís Ilc, em Anápolis, unidade pertencente à 1ª Regional Prisional Metropolitana da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), com 27 ampolas de Durateston, um frasco de Decaland Depot, um pacote com pó ainda não identificado e com um tubo de desodorante com substancia alterada, nesta segunda-feira, 13/05. Os anabolizantes estavam escondidos dentro da lancheira da professora que pretendia repassar os produtos aos detentos do local.

De acordo com o diretor da Unidade Prisional(UP), Leonardo Rodrigues, a mulher de 33 anos, que passou por procedimento de revista pessoal, se recusou a realizar procedimentos habituais em seus pertences. Ocasião em que a educadora alegou que carregava frutas em sua lancheira.

De imediato, seguindo o procedimento operacional padrão (POP), a Agente Prisional plantonista iniciou a verificação do objeto, momento em que ocorreu a descoberta dos anabolizantes em um compartimento escondido do recipiente.

A direção da UP colocou os materiais à disposição das autoridades policiais competentes para as devidas providências, em conformidade com a lei, e conduziu à mulher à Delegacia da Polícia Civil da cidade onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante.

O fato ocorrido será averiguado também internamente por meio de procedimentos. A mulher responderá com base no artigo 273 do Código Penal Brasileiro.

O rigor na segurança penitenciária no estabelecimento responde às determinações do Governo do Estado, em consonância com as políticas de gestão da Secretaria de Segurança Pública e DGAP.

Fotos: DGAP
Comunicação Setorial
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
(62) 3201-4726
(62) 99858-4776