Parceria firmada pela DGAP leva curso profissionalizante de pintura imobiliária para 20 custodiadas da Penitenciária Feminina Consuelo Nasser

Certificações de conclusão do curso, que tem duração de 160 horas, serão entregues às detentas no início de 2020

120

Uma parceria entre Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres (SMPM) de Goiânia e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) oferta, desde o último dia 04/11, o curso profissionalizante de pintura imobiliária a 20 custodiadas da Penitenciária Feminina Consuelo Nasser, localizada no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

Com carga de 160 horas de curso – parte teórica e prática -, as detentas realizam a reforma (pintura) da própria Unidade Prisional (UP). De acordo com a diretora da Penitenciária, a Agente de Segurança Prisional (ASP) Daniella Cruvinel, o certificado de conclusão de profissionalização vai ser entregue às custodiadas no começo de 2020. “Todas as detentas que participam desse curso recebem remição da pena. Idealizamos que, a partir dessa capacitação, elas possam contribuir com a reforma de outras unidades prisionais”, disse a diretora.

Daniela ressalta também que as oportunidades oferecidas às mulheres na situação de cárcere vão refletir na vidas delas, ao fim da prisão. “Quando retornarem ao convívio extramuros, elas terão uma profissão; contarão com um certificado importante, com selo do Senai. É um resgate da dignidade a elas. É uma oportunidade para não retornarem à vida do crime”, completou.

Oportunidades

O curso de pintura imobiliária é o segundo do segmento ofertado às custodiadas da Penitenciária neste ano. Entre os meses de maio e junho, como conta a diretora, 14 detentas do local participaram e concluíram a profissionalização para assentamento de piso e revestimento, também com carga de 160 horas. “Elas já estão totalmente habilitadas para o mercado de trabalho ao final do cumprimento de suas penas”, afirma Daniella.

Os dois cursos foram ofertados na própria unidade, a qual integra a 1ª Coordenação Regional Prisional da DGAP, e abertos para a participação de todas as custodiadas do local que demonstrassem interesse.

O diretor-geral de Administração Penitenciaria, coronel Wellington Urzêda explica que os projetos de Reintegração Social da DGAP, como o curso oferecido no Consuelo Nasser, seguem diretrizes traçadas pelo Governo de Goiás “e têm por objetivo levar dignidade e oportunidades à população carcerária, de forma a reduzir a taxa de reincidência criminal no Estado”, afirma. Nessa gestão, há um esforço permanente de ampliação das oportunidades de trabalho, estudo e qualificação profissional do custodiado, além das assistências que a lei determina a ele”, conclui Urzêda.

Por determinação da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária, as mulheres qualificadas devem ser empregadas em frentes de trabalho nas obras de reforma e melhorias de unidades prisionais do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

Fotos: DGAP
Comunicação Setorial
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
(62)3201-4726