Parceria entre DGAP e UEG vai possibilitar vagas de emprego para 80 detentos dos regimes aberto e semiaberto do município de Anápolis

O termo de cooperação entre as duas instituições está em fase de finalização para que a triagem dos detentos seja iniciada e, em seguida, eles sejam encaminhados às respectivas demandas de serviços para a universidade

111

Representantes da Gerência de Produção Agropecuária e Industrial (GPAI) da Diretoria geral de Administração Penitenciária (DGAP) se reuniram, nessa segunda-feira (13/9), com membros da Universidade Estadual de Goiás (UEG). O objetivo do encontro foi estabelecer uma parceria entre ambas na qual 80 detentos dos regimes aberto e semiaberto de Anápolis prestem serviços à universidade, na forma de atividades de ressocialização.

De acordo com a gerente interina de Produção Agropecuária e Industrial, Soraia Pereira Silva, na reunião foram ajustados alguns detalhes da parceria em um termo de cooperação, que já está em fase de conclusão. Depois dessa etapa, os detentos vão passar por uma triagem, feita pela Seção de Acompanhamento e Fiscalização (SAF) — vinculada à GPAI — para que sejam encaminhados aos serviços de acordo com o perfil que a universidade necessita.

Soraia explica também que o trabalho dos presos será iniciado em Anápolis, mas há a estimativa de ampliação para cidades de todo Estado. Além do aspecto de ressocialização, os detentos que forem empregados terão o benefício de remição da pena por dia trabalhado, conforme determina a Lei de Execução Penal (LEP). A universidade também vai providenciar uniformes aos custodiados envolvidos.

Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP)
Comunicação Setorial