Ministro Sérgio Moro destaca que “o governo de Ronaldo Caiado está na direção certa”

Ministro participou de inauguração da Unidade Prisional Especial de Planaltina, que foi construída por meio de parceria com o Governo Federal e disponibiliza 388 novas vagas no sistema carcerário de Goiás

409

 

Acompanhado pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, o governador Ronaldo Caiado inaugurou nesta segunda-feira (02/09), a Unidade Prisional Especial de Planaltina de Goiás. Considerada a mais segura do Estado, a penitenciária conta com os mais modernos equipamentos de segurança disponíveis no mercado. “Caiado está de parabéns. É uma unidade já pronta, toda equipada e já com os agentes penitenciários. Está pronta para funcionar tão logo haja a transferência dos presos. O governo de Ronaldo Caiado está na direção certa com a inauguração desse presídio”, reconheceu o ministro Moro.

Seguindo as metas determinadas pelo governador Ronaldo Caiado para o sistema penitenciário de Goiás, a Unidade Prisional Especial de Planaltina cria novas 388 vagas, com total controle do cárcere e oportunidades de ressocialização aos detentos. “Esta é uma penitenciária modelo dentro daquele molde mais atualizado que existe, com total segurança, para que as pessoas não venham daqui de dentro determinar a violência lá fora e, muito menos, a continuidade da prática da criminalidade”, anunciou Caiado.

Para Moro, a obra ilustra a sinergia e a parceria de sucesso consolidada entre o Governo Federal e o Governo de Goiás. O ministro enfatizou que o presídio traz um novo conceito para o sistema carcerário e atende a todos os requisitos para o isolamento de criminosos considerados perigosos. “Uma das formas de neutralizar essas quadrilhas, de dificultar a vida delas, é primeiro uma investigação eficiente e, a partir disso, a prisão de líderes. Esses líderes têm que ser isolados, têm que ser afastados da população carcerária em geral. Seja uma liderança ou um criminoso muito violento, com um histórico de indisciplina. Os próprios estados estão tomando iniciativa e aqui temos uma ação extremamente louvável, uma parceria entre o município, Governo Estadual e Governo Federal”, avaliou.

Ao todo, foram investidos cerca de R$33 milhões em estrutura e aquisição de equipamentos. Além da inauguração do complexo prisional, o governador entregou rádios móveis e portáteis, armamentos, coletes, algemas de transporte e tornozelo; também colchões, lençóis, kits de uniformes e de higiene pessoal para os presos.

“Esta será uma unidade padrão de apoio ao trabalho implacável de combate à violência que tem sido feito aqui no Estado de Goiás pelas nossas polícias Civil e Militar. Acredito sinceramente que, a partir dessa unidade, nós viveremos uma nova realidade na Segurança Pública de todo o Estado, porque o que foi feito aqui terá reflexos em toda a nossa população”, ressaltou o secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda. Ele destacou ainda as ações integradas das forças policiais goianas que já apresentaram, nos primeiros nove meses de governo, índices históricos de redução da criminalidade.

O vice-governador Lincoln Tejota enalteceu o trabalho desenvolvido pelas polícias Civil e Militar, Agentes Penitenciários e Corpo de Bombeiros no Estado. “Uma resposta como nós demos em 9 meses, isso é para poucos. Todas as expectativas estão em nós. Nunca se cobrou tanto, mas nunca se fez tanto também com tão pouco recurso empregado. Isso demonstra a capacidade desses homens”, ressaltou.

Presidente do Tribunal de Justiça de Goiás, o desembargador Walter Carlos Lemes anunciou que, nesta terça-feira (03), o órgão vai implementar a 1ª Vara de Combate ao Crime Organizado no Estado de Goiás. Para o governador Ronaldo Caiado, a iniciativa reforça a importância da integração inteligente entre os agentes de segurança do Estado e o Ministério Público, visando um combate mais eficiente ao crime organizado.

Unidade Prisional

Construída com recursos do Tesouro Nacional, a Unidade Prisional Especial de Planaltina é a primeira prisão de segurança máxima do Estado construída seguindo o modelo padrão do Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN). A Unidade dispõe de 48 celas, pátio e refeitório (Módulo de vivência coletiva); salas de aula, de informática, biblioteca e sala dos professores (Módulo de educação); espaço coberto e pátio descoberto para recebimento de visitas (Módulo polivalente); enfermaria, atendimentos odontológico, psicológico e social; salas multiuso (Módulo saúde); módulo de tratamento químico, módulo de tratamento penal; cozinha, refeitório e vestiários (módulo de serviços); controle de acesso (módulo de revistas); módulo de triagem, inclusão e isolamento e módulo de administração.

Entre os equipamentos instalados na unidade, o destaque é o scanner corporal (BodyScan), único disponível no Estado. A nova penitenciária estadual conta ainda com um sistema de vídeo monitoramento com 105 câmeras, portal detector de metais e esteira de raio-x para inspeção de entrada de materiais. Além disso, as celas não disponibilizarão energia elétrica, mecanismo que inviabiliza, entre outras coisas, a utilização de celulares dentro do presídio.

Os agentes penitenciários que demonstraram interesse em trabalhar em Planaltina de Goiás concluem na próxima sexta-feira (06), o curso de Procedimentos Operacionais Padrão (POP), específico para Unidades Prisionais de Segurança Máxima. O curso é oferecido por agentes de carreira do sistema prisional do Grupo de Ações Prisionais (GOP) e do Grupo de Intervenção Tática (GIP), unidades altamente capacitadas para intervenções de alto risco.

De acordo com o diretor-geral de Administração Penitenciária (DGAP), coronel Wellington Urzêda, a Unidade Prisional Especial de Planaltina “tem todos os instrumentos necessários para a aplicabilidade da execução penal, para que o preso possa ter dignidade para concluir sua pena, e os mais modernos equipamentos de segurança que se tem em presídios”. Urzêda destacou que o estafe da Segurança Pública ainda estuda quais presos serão transferidos para o local.

Ao todo, 1.091 novas vagas já foram abertas nos presídios estaduais de janeiro a agosto deste ano, sendo 37 em Jataí, 36 em Mineiros, 48 em Caiapônia, 292 em Rio Verde, 60 em Luziânia, 36 em Itapaci, 90 em Pontalina, 68 em Jaraguá, 36 Padre Bernardo, além das 388 vagas abertas em Planaltina.

Participaram da solenidade de inauguração o diretor-geral do Departamento Penitenciário Nacional, Fabiano Bordignon; a deputada federal Flávia Morais; o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Renato Brum; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Dewislon Adelino Mateus; o delegado-geral da Polícia Civil, Odair José Soares; o presidente da Agência Goiana de Infraestrutura e Transporte (Goianfra), Enio Caiado; o superintendente regional da Polícia Rodoviária Federal, inspetor Álvaro de Resende; o prefeito de Planaltina, Eles Reis; o vice-prefeito da cidade, João Neto; o agente de Segurança Prisional, Edson Martins; os secretários de Estado Adriano Rocha Lima (Desenvolvimento e Inovação) e Valéria Torres (Comunicação); o secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Anderson Torres; os deputados estaduais delegado Humberto Teófilo, delegado Eduardo Prado e Wagner Neto; o promotor de Justiça, Rafael Simonetti, representando o Ministério Público de Goiás; além de vereadores e autoridades de Planaltina.

Atuação conjunta com o Distrito Federal

Na ocasião, o governador Ronaldo Caiado anunciou que uma parceria entre a Segurança Pública de Goiás e do Distrito Federal para o estabelecimento de um convênio entre as polícias seria assinada em Brasília, logo após o evento.

“Nós temos é que tirar a vaidade de lado e fazer com que o objetivo seja um só: a melhoria na qualidade de vida da população. É nisso que estamos focando nesse momento: em dar segurança pública aos que vivem aqui, como também no Distrito Federal e em outros estados limítrofes”, defendeu Caiado.

Fotos: Júnior Guimarães