Hortaliças cultivadas por presos da unidade de Jataí são doadas para o banco de alimentos da cidade

O projeto na unidade prisional faz parte dos projetos de ressocialização da DGAP. Policiais penais entregaram 12 caixas com alface, couve, beterraba, cenoura, jiló e rúcula

92

A Unidade Prisional Regional (UPR) de Jataí, pertencente à 6ª Coordenação Regional Prisional (CRP) da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) realizou nesta quinta-feira (29) nova entrega de verduras e legumes para o banco de alimentos do município. As hortaliças foram cultivadas na horta da unidade pelos próprios detentos, dentro do Projeto Esperança.

Segundo o diretor da UPR, Danilo Guimarães, foram entregues 12 caixas de alface, couve, beterraba, cenoura, jiló e rúcula. “Nosso desejo é aumentar a produção e realizar ainda mais entregas para que sejam direcionadas às famílias que precisam”, destaca.

A coordenadora do Banco de Alimentos de Jataí, Nataly Genaro, disse que os alimentos produzidos pelos detentos serão distribuídos para entidades cadastradas e famílias em situação de vulnerabilidade social.

Os presos que trabalham no Projeto Esperança são beneficiados com remição da pena. “O projeto promove a reinserção social dos internos, dando a eles a oportunidade de trabalhar e, ainda, traz benefícios importantes para a população do município”, afirma Danilo Guimarães.

Os projetos de ressocialização da DGAP integram às diretrizes do Governo de Goiás e do programa Goiás de Resultados, da Vice-Governadoria, com o objetivo dar melhores condições de reintegração social aos reeducandos no final da pena para que eles não voltem a cometer crimes.

Diretoria Geral de Administração Penitenciária
Comunicação Setorial