DGAP inicia treinamento de servidores penitenciários para proteção individual contra o coronavírus

A ação , que teve início em estabelecimentos penais do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, nessa manhã, reúne 40 profissionais de várias áreas da saúde em palestras e orientações sobre uso de EPIs e insumos de higienização pessoal. A Ação vai atingir a totalidade dos servidores penitenciários

426

A Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) deu inicio na manhã desta terça-feira, 24/03, ao treinamento emergencial dos servidores penitenciários quanto ao uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e ao modo correto de higienização com o álcool gel, além de orientações diversas sobre a segurança pessoal no desenvolvimento do trabalho no ambiente carcerário, com o objetivo da prevenção contra a Covid-19, transmitida pelo coronavírus II, com foco na garantia da saúde de cada trabalhador do órgão.

A ação, determinada pelo diretor-geral de Administração Penitenciária, coronel Agnaldo Augusto da Cruz, coordenada pelo Comitê de Gerenciamento de Crise – instituído pela DGAP, para a organização e execução dos trabalhos emergenciais contra a contaminação da doença -, é executada pela Gerência de Assistência Biopsicossocial e seus servidores em parceria com a Superintendência de Vigilância Sanitária de Aparecida de Goiânia e UFG. O treinamento envolve 40 profissionais da saúde, entre médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, assistentes sociais e psicólogos, além do apoio de servidores da Gerência de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas da DGAP.

Os profissionais comprometidos com a ação vão fazer demonstrações, palestras e orientações para todas as equipes de plantões, de A a D, de todas as seis unidades do Complexo Prisional de Goiânia (Penitenciaria Coronel Odenir Guimarães – POG, Casa de Prisão Provisória – CPP, Presídio Feminino Consuelo Nasser, Núcleo de Custódia, Colônia Agroindustrial do Regime Semiaberto e Central de Triagem). De acordo com o gerente de Assistência Biopsicossocial, Sandro de Souza e Silva, “as atividades só vão finalizar quando atingirem todas as equipes de plantonistas e de administrativos em trabalho, na certeza de que todos os servidores receberão as orientações emergenciais necessárias”, afirma. Segundo ele, “ao mesmo tempo, as equipes multidisciplinares de saúde que trabalham nas unidades prisionais do interior do Estado já estão sendo organizadas para o início das atividades nesses estabelecimentos, a fim de que seja alcançada a totalidade dos servidores penitenciários”, explica.

O diretor-geral, coronel Agnaldo Augusto da Cruz, informa que a DGAP está desenvolvendo uma série de ações concomitantes e emergenciais no combate ao coronavírus, as quais seguem alinhamento com as diretrizes determinadas pelo Governo de Goiás para a administração penitenciária, especialmente para este momento, “primando pela saúde do servidor penitenciário, saúde da população carcerária e a manutenção da ordem e disciplina do cárcere”.

Fotos: DGAP

Comunicação Setorial
Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)